História Polígrafo

História do polígrafo

A história da detecção da mentira | A evolução do polígrafo

A história do polígrafo não se pode explicar sem um pequeno prelúdio sobre a detecção do engano.

A detecção do engano começou desde o inicio da civilização moderna. Uma sociedade que procura ser justa precisa tomar decisões baseadas em informação verídica. Muitos textos foram encontrados sobre diversas formas arcaicas de detectar a verdade ou uma mentira.

A história da detecção do engano

Instrumento antigo polígrafoPor exemplo, na África Ocidental, as pessoas suspeitas de um crime passavam um ovo umas para outras. Quem quebrasse o ovo, era considerado culpado.

Na China antiga, durante o discurso de um oficial, o suspeito tinha um punhado de arroz na boca. Devido à escassa produção de saliva causada pela ansiedade emocional considerava-se culpado o indivíduo que no final do discurso tivesse o arroz mais seco.

A Ciência Forense é um método científico da recolha de provas e o polígrafo é uma parte integral da Ciência Forense.

Os crimes são resolvidos frequentemente com o uso dos exames que recolhem impressões digitais, impressões da palma da mão, amostras de mordidas de dentes, de sangue, de cabelo, de fibras, etc.

Amostras de dactilografia são estudadas, inclusive a tinta, papel, e tipografia.

As técnicas de balística são usadas para identificar armas, assim como as técnicas de identificação da voz servem para identificar criminosos.

O Dr. italiano, Fortunatus Fidelis é reconhecido como pioneiro na prática da medicina forense moderna, começando em 1598. A medicina forense é a “aplicação do conhecimento médico a perguntas legais.” Transformou-se num ramo da medicina reconhecida no século XIX.

A evolução do instrumento de polígrafo

O primeiro instrumento moderno do polígrafo foi inventado por John Larson em 1921 e melhorado mais tarde por Leonarde Keeler entre 1930 e 1940.

O então chefe da polícia de Chicago Vollmer chamou o instrumento novo “O Polígrafo Compacto de Keeler”. Os avanços no campo têm sido importantes, contudo, o conceito inicial remanesce.

História do polígrafoNa década dos 70 do último século começaram a chegar ao mercado instrumentos de polígrafo portáteis e analógicos.

Mais tarde e com o progresso da tecnologia o instrumento digital viu o dia. Hoje em dia os instrumentos podem ser conectados a um computador e permitir a interpretação dos gráficos de forma digital.

Para obter uma melhor ideia do instrumento actual (instrumento + acessórios) pode também seguir o seguinte link.

EuropeSpain